Como montar um cardápio de restaurante: veja o guia com dicas e modelos

Diagramação, diferenciais, informações, modelos e plataforma gratuita: veja como montar um cardápio para restaurantes com as dicas da KCMS.
Cardápio continua sendo necessário com o iFood?

Montar um cardápio para restaurante – ainda mais se for um cardápio online – pode parecer algo muito comum para nós, atualmente. Mas você sabia que antes dos “restaurantes modernos”, as garçonetes precisavam memorizar o os pratos e descrições para apresentar aos clientes? Pois é… O tempo fez muito bem para o ramo da alimentação.

Após décadas de evolução, portanto, chegamos aqui, onde estamos hoje. Com a possibilidade de criarmos cardápios que mais parecem revistas ou montar um cardápio online que pode até parecer um site de culinária!

Porém, antes de tudo isso, é necessário que o empreendedor se questione sobre alguns pontos para criar um cardápio assertivo, como por exemplo:

  • Quais pratos atraem meus clientes?;
  • Qual o tempo de entrega dos pedidos, presencialmente e delivery?;
  • Como diagramar um cardápio atrativo?;
  • Qual o preço ideal de cada item?;

Todas questões podem parecer complexas, mas podem ser resolvidas de maneira muito mais simples caso você leia este artigo até o fim. Os especialistas da KCMS, que é referência em softwares para restaurantes e está presente em milhares de cidades do Brasil, separaram dicas fundamentais. Vamos ver?

A importância de fazer um cardápio para restaurantes

Muitos empreendedores – ou chefs de cozinha renomados – acabam se preocupando muito com a gestão do restaurante e com a qualidade da comida. Claro que não estão errados, de forma alguma. Contudo, é necessário uma atenção adicional ao cardápio que o estabelecimento oferecerá ao cliente.

Pode parecer que não, mas o cardápio, por exemplo, tem a função base que é apresentar ao cliente os pratos, descrições e valores dos produtos. Contudo, é através dele que o estabelecimento de alimentação pode cativar ainda mais o cliente com elementos, linguagem e fotos.

Veja alguns diferenciais que você pode – e deve – incluir no seu cardápio:

  • No início, apresentar um pouco da história do seu restaurante com fatos interessantes ao seu público;
  • Passar a mensagem do seu restaurante, por exemplo: o seu estabelecimento é um espaço para experimentar coisas novas ou para relaxar e provar uma comida caseira? É um espaço de agitação ou que traz privacidade?
  • Inclua fotos próprias dos seus produtos. Portanto, nada de imagens de internet e banco de imagens;
  • Aposte na padronização da informação. Pode não fazer diferença para você, mas um cardápio harmônico, com letras no tamanho correto e informações bem dispostas vão cativar, inconscientemente, o seu cliente.

Não pare de ler este artigo agora, porque ao longo das próximas linhas, vamos apresentar 6 passos efetivos para construir o cardápio do seu restaurante, 3 modelos de cardápio e ainda 1 ferramenta gratuita para construir seu cardápio.

Está procurando um Cardápio Digital Online ou Aplicativo de Delivery Gratuito? Clique aqui e tenha o seu Gratuitamente.

Como um cardápio ajuda seu estabelecimento?

Como montar um cardápio de restaurante do zero?

Como mencionamos na introdução, para montar um cardápio você pode seguir 6 passos que compreendem desde a ideia dos pratos, a otimização da engenharia do cardápio (calma, ainda vamos explicar esse conceito) com foco em vendas e muitos outros detalhes. Veja abaixo:

1. Idealização do menu do restaurante

O processo começa com a definição de um menu, ou seja, dos pratos que você irá servir dentro do restaurante. Para escolher esses pratos, portanto, considere em primeiro lugar quem é o público do restaurante e qual experiência eles buscam ao visitar o estabelecimento.

Seu restaurante está na região industrial da cidade? Se sim e o seu objetivo for servir almoço para os trabalhadores da região, o menu deve considerar o tempo de preparo e o valor médio do ticket alimentação na região. Afinal os funcionários precisam comer dentro do intervalo estabelecido para a refeição e o preço não pode causar grande impacto no final do mês.

Caso o eu restaurante esteja na região boêmia, cujo maior movimento será aos fins de semana e feriados, o cardápio pode se dar ao luxo de contar com um número maior de pratos elaborados. Afinal o cliente está disposto a pagar um pouco mais para ter uma experiência especial nestas datas.

2. Concorrência x capacidade de produção

Mas a definição do cardápio não se limita ao desejo do público. É preciso que você avalie também o menu da concorrência e a capacidade de produção da sua cozinha.

A partir das ações do seu concorrente, é possível determinar lacunas de mercado. Dessa forma entender o que você pode fazer para se diferenciar da concorrência.

No que tange a cozinha, você deve considerar o espaço para armazenamento de insumos, a durabilidade dos ingredientes e mesmo a diversidade de pratos que um mesmo ingrediente consegue atender. O ideal é que você crie um cardápio com diversos pratos com ingredientes e preparos semelhantes.

Cansou de ler? Tire uma pausa de 10 minutos e assista a um vídeo sobre como o atendimento ajuda a aumentar as vendas!

3. Estabeleça o preço de cada prato

Esse segundo passo é um pouco mais complexo. Para conseguir um negócio saudável e lucrativo, não tem como não fugir da matemática. Leve em consideração os pontos a seguir:

  • Descubra a capacidade produtiva do seu restaurante, ou seja, o máximo de pratos que você consegue vender por mês com a estrutura atual;
  • Divida seu custo fixo pela capacidade produtiva;
  • Some o custo fixo unitário, que você acabou de calcular, ao custo variável unitário (CMV);
  • Adicione seu lucro pretendido, despesas fiscais, custos com o sistema do restaurante e ferramentas de delivery.

Esse ponto exige cuidado para construir um cardápio que preserve seu lucro e seja atrativo para o cliente. Caso isso não seja possível, talvez seja importante pensar em formas de agregar mais valor ao seu restaurante para que o cliente esteja disposto a pagar mais, ou rever seu cardápio para reduzir os custos.

4. Redija o Cardápio

Após definir os elementos e os preços do seu cardápio, é preciso atenção especial a redação. Pense na ordem em que os itens irão aparecer, divida os pratos conforme categorias e utilize palavras que valorizem os ingredientes e processos empregados pelo seu estabelecimento.

Todas essas ações tornaram a experiência do seu cliente mais agradável e ágil. Assim é possível aumentar o grau de satisfação e a rotatividade da casa.

Por padrão, o primeiro e o último prato de cada página ou categoria do cardápio são os mais pedidos pelos clientes. 

5. Estruture o layout da Página

Assim como a redação, o design é importante aliado para impulsionar as vendas. Escolha imagens que valorizem seus itens, uma fonte que seja legível, elegante e alinhada com a proposta do seu restaurante, estruture a páginas conforme a identidade da sua marca e crie uma experiência de leitura que favoreça a compra de determinados itens.

6. Otimize o cardápio para gerar mais vendas

Por fim, você deve otimizar o cardápio do seu restaurante para garantir mais vendas e ampliar sua margem. Neste ponto entram os conceitos da chamada: engenharia do cardápio.

A engenharia do cardápio é um conceito desenvolvido por Kasavana e Smith com o objetivo de determinar quais itens você deve sugerir, manter, ou retirar do seu cardápio. Para isso, os pratos são divididos em quatro quadrantes conforme o volume de vendas e lucratividade.

  1. Estrelas: são pratos com grande volume de vendas e alta lucratividade, ou seja, possuem CMV baixo.
  2. Burros de Carga: contam com alto volume de vendas, mas pouca lucratividade. São os pratos que normalmente atraem o público para seu restaurante.
  3. Quebra-cabeças: tem alta lucratividade, mas poucas vendas.
  4. Cães: são o pior tipo de prato, com baixo lucro e poucas vendas.
Como montar o cardápio de um restaurante usando a engenharia do cardápio.

Os próprios pesquisadores descreveram como você deve tratar cada um dos ítens ao montar o cardápio de um restaurante.

Entenda melhor a “engenharia do cardápio”

Para ficar mais claro, pense no caso de uma hamburgueria. Em uma hamburgueria, o hambúrguer ou lanche (como falamos em São Paulo) são os típicos burros de carga. Eles vendem bem, mas o custo dos ingredientes, em especial das carnes, é alto. 

Já a batata é grande estrela, são muito pedidas, o preparo é simples e o ingrediente é barato. Os sorvetes e milk shakes são quebra-cabeças e, apesar do custo de produção ser baixo, a procura por eles não é grande.

O que faz deles itens perfeitos para uma estratégia de venda sugestiva (upsell) ou formação de combos. Por fim, os lanches vegetarianos e veganos, em função do custo dos insumos, da perecibilidade e da procura ainda baixa da maior parte do Brasil, raramente são interessantes e constituem os cães do cardápio.

Com o auxilio de um sistema para restaurantes, você pode encontrar todos esses dados de forma simples e visual e montar um cardápio cardápio com mais inteligência em um tempo muito menor.

Agora que já falamos bastante sobre como montar cardápio impresso para um restaurante, vamos falar sobre cardápios digitais?

Atnes de montar um cardápio digital online e grátis, pense nisso!

Não é novidade que a internet facilitou a vida das pessoas em muitos sentidos: pesquisas, interação, comunicação, notícias e… Alimentação! Sim, com o crescimento do e-commerce, restaurantes, bares e lanchonetes também se aventuraram em comercializar pratos e drinks por meio da internet.

O delivery, que antes era feito por telefone, agora é feito em poucos cliques. Você, que é gestor, precisa se atentar a ter um cardápio online, gratuito, intuitivo e fácil de usar.

cardápio online ou cardápio digital?

Como fazer um cardápio online?

Como você verá abaixo, a KCMS disponibilizou alguns modelos de cardápio online para o seu restaurante. Por exemplo: eles podem ser minimalistas, com poucas informações, ou terem várias páginas, descrições mais elaboradas e fotos. Isso fica, portanto, ao seu critério e ao gosto do seu público.

Contudo, quando falamos em “cardápio digital” ou “cardápio online” para o seu restaurante, precisamos nos atentar com a responsabilidade do serviço. Um cardápio online responsivo é um cardápio que se adapta ao tipo de tela em que são abertos. Por exemplo, quando um site responsivo é acessado pela tela de um iPhone, ele reponde adequando seu layout e conteúdo ao tamanho da tela do aparelho, sem precisar de ajustes manuais.

Quer montar um cardápio digital online e grátis? Eu te dou!

Pioneira em diversos serviços para restaurantes e food service, a KCMS inovou, em 2020, ao lançar um app de delivery que conta com um cardápio online (ou cardápio digital) gratuitamente. Contudo após o sucesso de lançamento, o Pedemais já está ajudando milhares de negócios a venderem mais!

Para ativar seu delivery, portanto, basta entrar no site clicar em “Ativar Grátis Agora” e preencher os dados de cadastro para o plano gratuito. Depois de entrar na plataforma conclua o assistente. Descubra aqui mais detalhes aqui!

O seu aplicativo só irá funcionar, contudo, (e você só conseguirá fazer um cardápio online gratuito) se você tiver preenchido todos os dados e configurações. Combinado? Veja mais abaixo:

Veja 3 modelos de cardápio para restaurante

Agora que você já compreende os passos essenciais para construir um cardápio efetivamente orientado para vendas, veja três modelos grátis para montar o cardápio do seu restaurante, bar ou cafeteria.

Todos os modelos que você verá a seguir, portanto, estão disponíveis no Canva.com, com a ferramenta gratuita você pode alterar os textos, cores, imagens, fontes e mesmo a estrutura do cardápio de forma simples sem precisar um designer profissional.

1. Modelo de Cardápio de um Restaurante Japonês

Modelo de Cardápio para Restaurante Japonês

Neste primeiro modelo, por exemplo, você pode valorizar as imagens dos pratos de seu rodízio ou à la carte japonês com facilidade. Além disso, ele já possui cores e uma diagramação típica desse tipo de estabelecimento.

2. Modelo de Cardápio de uma Cafeteria

Modelo de cardápio para cafeterias

Como nesse tipo de nesse tipo de negócio o produto principal — o café — possui pouca diferença em termos de visual, o cardápio prioriza o texto, mas sem abrir mão de uma foto atrativa e layout agradável.

3. Modelo de Cardápio de um Bar ou Pub

modelo de cardápio para bares e restaurantes

Para encerrar a lista, contudo, temos este modelo de cardápio para bares ou pubs é simples com fundo neutro facilitando a leitura. Afinal o público não estará sóbrio. 

Agora que você já sabe de TUDO isso… 

Quero te contar que a KCMS tem soluções que entregam, por exemplo, tudo que um empresário precisa para manter o food service em funcionamento com lucratividade. Com a ajuda de uma moderna inteligência artificial, por exemplo, você recebe dados complexos de forma simplificada, facilitando a tomada de decisão em momentos importantes. Somos referência no mercado brasileiro! 

Clique aqui e saiba mais sobre os planos do sistema da KCMS.

Quer saber como a KCMS pode ajudar na gestão do seu negócio? Fale com um especialista!

Siga a KCMS nas redes sociais e fique por dentro de todo o nosso conteúdo: Facebook, Instagram e Youtube.

Inscreva-se em nosso blog

E saiba o que acontece no nosso mercado

Deixe seu comentário

Você tem alguma dúvida ou sugestão? Então deixe seu comentário!