A importância do sistema de gestão nas pequenas empresas

Como Avaliar Empresa Softwares

História

Os primeiros sistemas de gestão surgiram no final da década de 50 mas foi no inicio dos anos 80 que os ERPs (Enterprise Resource Planning) que sua expansão foi iniciada sendo agregado novos módulos como: recursos humanos, vendas, compras e finanças.

Na década de 90 com a evolução dos computadores, arquiteturas e redes de comunicação aliado a preços mais acessíveis o uso dos ERPs ganharam muita força gerando possibilidade de maior gestão e controle nas empresas.

 

A importância dos sistemas de gestão

De acordo com o Sebrae as micros e pequenas empresas no Brasil são responsáveis por 27% do PIB e 60% dos empregos com carteira assinada, e é neste cenário de crescimento e importância que o uso de eficientes sistemas de gestão pode contribuir.

Neste mundo em que a cada dia está mais competitivo agora é a vez das pequenas empresas fazerem o uso desta poderosa ferramenta, assim aumentando seu controle e eficiência, desta forma resultando em maior competitividade perante a seus concorrentes.

O uso de sistemas de gestão deixa de ser opcional e torna-se obrigatório para aquelas empresas que desejam se manterem no mercado. Hoje uma das maiores preocupações dos empresários é manter o controle da sua empresa como: gerenciar o financeiro de contas a pagar e receber, fluxo de caixa, estoques, vendas e principalmente clientes. Existem empresas com mais de 6.000 itens cadastrados e como é possível monitorar e acompanhar todos estes itens sem um bom software?

 

O que saber antes de contratar empresa para implantar um software de gestão

  • Não escolha pelo preço, pois projetar, desenvolver um sistema e dar suporte aos clientes não é barato, empresas com valores muito baixo não conseguem se manter no mercado assim como dar o suporte necessário a seus clientes, podendo ocorrer de sua empresa ter que investir tudo novamente em um novo software;
  • Levante referências, lembre-se que empresas com maior número de boas referências as chances de dar certo são maiores, levante no mínimo 03 referências pois nenhuma empresa no mundo consegue atender bem 100% de seus clientes, assim você evita o risco de deixar em escolher uma boa empresa que pode lhe atender muito bem;
  • Quantidade de clientes da empresa, um dos pontos importantes é verificar se a empresa possui muitos clientes, desta forma pode-se entender a longevidade da empresa e da solução;
  • Analise todos os recursos que sua empresa necessita, e se são atendidos pelo software em questão;
  • Atualizações de versão, verifique se para atualizar seu sistema haverá custos de atualização de versão, estas atualizações permitem que sua empresa atenda as legislações atuais, usufruir de novos recursos e compatibilidade com os sistemas operacionais mais recentes;
  • Tecnologia utilizada, a tecnologia utilizada é transparente para o usuário, porém muito importante, pois tecnologias ultrapassadas não possuem grande desempenho e podem ser incompatíveis dentre alguns meses ou anos por exemplo com novos sistemas operacionais e bancos de dados;
  • Oferta de treinamento, a empresa deve fornecer treinamento inicial assim como existir a possibilidade de contratar novos treinamentos, bastante importante se empresa disponibiliza um canal online com vídeos de treinamento e materiais para consulta;
  • A empresa possui Helpdesk dedicado? Quando necessitar de suporte a dúvidas você terá uma equipe para atendê-las com canais de comunicação online e telefônico? Existe alguma limitação de horas utilizadas?

 

Planejar a aquisição de um sistema de gestão não é simples, mas se os pontos acima forem analisados você economizará tempo e dinheiro.

 

guia-pratico-software-de-gestao

 

Comentários

comentários