Mantenha em dia as obrigações fiscais com 5 dicas

O cumprimento das obrigações fiscais deve estar entre as prioridades de empresários e gestores, pois o crescimento de qualquer empresa depende sempre de uma gestão segura e confiável.

As obrigações fiscais envolvem uma série de pagamentos que precisam ser realizados regularmente, dentro de prazos determinados. Atrasos podem ser punidos com multas e juros, que apenas geram ineficiência, aumentando os custos gerais.

Por isso, é fundamental investir na padronização das rotinas de trabalho e em tecnologias que garantam maior controle sobre todas as exigências legais.

As sanções para o descumprimento das obrigações fiscais

As empresas que desobedecerem aos prazos estabelecidos ficam sujeitas a sanções penais, civis e tributárias, além de outras penalidades previstas em lei.

As punições penais são aplicadas quando o empresário comete um ato ilícito tributário, como a sonegação de impostos ou o não recolhimento de tributos. Já as sanções civis têm a finalidade de garantir o pagamento em atraso, com a incidência de juros sobre o valor devido.

Por último, as sanções fiscais visam forçar que a empresa a cumprir as obrigações tributárias. Nesse caso, são aplicadas multas proporcionais as dívidas contraídas junto aos órgãos públicos.

Dicas para manter a empresa regularizada

Confira agora algumas dicas para atender às obrigações fiscais e evitar transtornos:

1. Conheça a legislação vigente

A legislação tributária brasileira é bastante complexa e constantemente sofre ajustes. Assim, é preciso compreender as regras que envolvem a empresa, já que essas obrigações podem variar de acordo com o ramo de atividade, abrangência e regime de arrecadação escolhido, por exemplo.

2. Crie um programa de treinamento

Outro ponto importante é a capacitação da equipe responsável pelos trâmites contábil e fiscal. Por isso, é necessário programar treinamentos frequentes, visando a atualização de todos os profissionais. Desta maneira, o número de falhas provocadas por desconhecimento ou imperícia é reduzido drasticamente.

3. Estabeleça um cronograma de pagamentos

Estabelecer um cronograma de pagamentos é mais uma dica para garantir o cumprimento das obrigações fiscais. Para uma administração realmente eficiente, é essencial contar com um bom planejamento, uma vez que existem datas de vencimento diferentes para tributos, taxas, impostos e contribuições.

4. Organize os documentos

Em geral, as obrigações fiscais estão atreladas à uma grande quantidade de dados. Então, a recomendação é reforçar a gestão de documentos, simplificando o acesso às informações. Vale lembrar que consultas manuais são comuns, por isso, é preciso que recibos e comprovantes possam ser localizados rapidamente.

5. Adote um software de gestão

A utilização de um software de gestão é uma medida necessária, principalmente, quando a empresa também pretende expandir suas operações — fase em que o controle tributário é ainda mais exigido.

Com esse tipo de software, é possível reunir diversos registros contábeis e fiscais, o que permite a verificação imediata do cumprimento de todas as obrigações legais. Com esse recurso, é mais fácil evitar erros, duplicidades ou atrasos. Aliás, o próprio Fisco está se modernizando com a implementação de sistemas integrados, que agilizam o cruzamento de dados e tornam a fiscalização mais efetiva.

Para cumprir as obrigações fiscais, é preciso apostar no conhecimento, na atualização permanente e na organização. Além disso, o uso de um software de gestão adequado, pode ser determinante para a regularização da empresa, contribuindo, inclusive, para a tomada de decisões estratégicas.

Quer saber mais sobre tecnologias voltadas à gestão de negócios? Assine já a nossa newsletter e receba conteúdos atualizados sobre esse e outros temas relevantes!

Comentários

comentários