Pragas no restaurante: 5 maneiras de evitar o problema

A cozinha de um restaurante é o alvo predileto de insetos, roedores e outras pragas. Por isso, livrar-se desses visitantes indesejáveis é fundamental para evitar a contaminação dos alimentos, assim como obedecer todas as leis vigentes sobre o controle de pragas no restaurante.

Segundo a Resolução RDC n° 216, de 15 de setembro de 2004, qualquer restaurante é obrigado a tomar medidas preventivas para manter o local livre de vetores e pragas.

Isso mostra que manter uma cozinha limpa nem sempre é suficiente para evitar a contaminação, já que um simples descuido com a armazenagem e a higienização de alimentos é suficiente para a proliferação de doenças.

Se você deseja livrar-se de uma vez por todas das pragas no restaurante, confira nossas dicas e aprenda 5 maneiras de evitar o problema!

1. Cuidado com a armazenagem dos alimentos

Algumas pragas são responsáveis por causar tuberculose, salmonelose, difteria, disenteria, entre outras doenças graves que comprometem a saúde dos seus funcionários e clientes. Apesar de os tratamentos químicos serem os mais utilizados, é possível aderir a outras medidas preventivas, a começar pela armazenagem correta dos alimentos.

A maioria dos alimentos precisa ser armazenada em freezers ou geladeiras. Deixá-los expostos em qualquer lugar é o mesmo que deixar as portas abertas para os intrusos entrarem.

2. Fique atento ao guardar comida em armários

O simples hábito de deixar biscoitos, chocolates e outros tipos de alimentos em armários ou prateleiras é um ímã para o surgimento de pragas indesejáveis.

Como vimos, nenhum lugar está livre delas, sendo necessário conscientizar os funcionários sobre uma mudança de hábitos. Além disso, deve-se fiscalizar o armazenamento de alimentos não perecíveis.

3. Cuidado com o descarte do lixo

A maneira como o lixo é armazenado afeta diretamente no controle de pragas no restaurante. Já imaginou a quantidade de lixo que esse estabelecimento produz? Para os insetos e outros animais peçonhentos, esse é o lugar ideal para se alojarem.

Contudo, quando o descarte é realizado de maneira adequada, ou seja, os restaurantes escolhem um recipiente vedado e um local arejado e limpo para colocarem o lixo, as chances de contaminação são mínimas ou quase nulas.

Vale ressaltar ainda que as coletas precisam ser realizadas regularmente; caso contrário, com o tempo, o acúmulo de resíduos orgânicos pode chamar atenção de baratas e ratos.

4. Observe a infraestrutura do local

Uma simples fresta na parede pode servir de abrigo para ovos de barata. Sem dúvidas, imaginar essa situação na cozinha de um restaurante é desesperador. Assim, observar com atenção as pequenas falhas estruturais é o melhor caminho para impedir a proliferação de pragas no restaurante.

Para colocar essa ideia em prática, avalie primeiramente espaços como frestas, encanamentos de tubulações, ralos do banheiro e pia, grelhas quebradas, telhas e qualquer outro lugar convidativo para roedores e insetos.

5. Mantenha a higiene na cozinha

Parece óbvio, mas detalhes relacionados à higiene podem fazer toda a diferença na cozinha de um restaurante.

Isso envolve tomar algumas medidas, como: evitar que restos de comida fiquem no ralo da pia, lavar e secar corretamente todos os utensílios, não deixar recipientes com comida abertos, não manter o estoque desorganizado com caixas de papelão no chão, etc.

Aprendeu o que precisava para evitar pragas no restaurante? Conhece outra dica que pode ajudar a combater esses visitantes indesejáveis? Então deixe seu comentário em nosso post!

Comentários

comentários

Software para contadores e clientes