Vale a pena investir na venda de comida por delivery?

O setor de alimentação é um dos poucos que permanecem estáveis mesmo em cenários de oscilação econômica. Porém, com recursos limitados, os clientes deixam de comer em restaurantes para realizar refeições em casa. Por consequência entra a comida delivery, fazendo com que o mercado valorize refeições prontas a preços acessíveis.

Existe espaço para diversos tipos de serviços para os empreendedores que atuam nesse segmento — até mesmo o delivery de marmita tem encontrado boa recepção junto aos consumidores.

Você quer saber se vale a pena aproveitar essa tendência? Então, continue com a leitura deste texto e saiba quais são as principais vantagens. Confira!

Quais são os benefícios de adotar comida delivery?

Existem diversas formas de tornar o seu empreendimento conhecido e aumentar o volume de negócios. Por exemplo, pedidos por aplicativos, o investimento em alimentos orgânicos e entrega ágil são técnicas que atraem e conquistam o consumidor.

Fidelização dos clientes

O consumidor tende a formar hábitos quando decide optar pela recepção de alimentos em casa. Por isso, é muito comum a repetição de pedidos de compra em estabelecimentos que já conhecem a qualidade dos produtos e serviços.

Portanto, invista em fatores que melhoram a experiência do comprador, como opções de comunicação variadas, entregas rápidas e um atendimento encantador.

Aumento do faturamento

O crescimento do faturamento é justificado pelos custos necessários para implementar esse tipo de serviço. É preciso aumentar a aquisição de alimentos para preparo, porém, não há incidência dos custos referentes ao restaurante.

Os preços de delivery também tendem a ser mais baixos, o que aumenta o interesse do cliente que recebe uma refeição de qualidade por valores cada vez mais acessíveis. Consequentemente, o volume de negócios torna-se bastante interessante e o retorno do investimento pode ser observado já no início da operação.

Requerimento de baixo investimento

Atender a demanda de refeições prontas é uma mudança que interfere pouco na infraestrutura atual do local. Afinal, a operação de preparo dos pratos já está instalada, portanto, o empreendedor deve focar:

  • na aquisição de embalagens para o transporte;
  • na contratação de equipe para atendimento;
  • na contratação de entregadores para a distribuição; e
  • na criação de um cardápio exclusivo para os clientes de delivery.

Todas essas medidas garantem que o atendimento do salão e o do delivery não causem interferências entre si.

Promoção da imagem do restaurante

A atratividade do seu estabelecimento depende de estratégias de divulgação que, muitas vezes, podem ser implementadas a baixo custo. Por exemplo, a utilização de embalagens com a logomarca e o nome do restaurante ajuda a solidificar a imagem na mente do consumidor.

Com a adição dos serviços de delivery, esse é o momento de desenvolver o cardápio para incluir alimentos compatíveis não apenas com o consumo rápido, mas também que mantenham a sua integridade durante o transporte. Já que esse é um tipo de cuidado que é valorizado tanto pelos clientes que visitam o local como por quem pede comida em casa.

O oferecimento de comida delivery é uma forma de diversificar a atuação no restaurante entregando serviços complementares. Por consequência, essa tática resulta na diferenciação da concorrência e na atração de potenciais clientes.

Gostou deste conteúdo? Então, continue aprofundando seu conhecimento e busque formas de agregar valor ao seu negócio com destaque à experiência do público em bares e restaurantes.

GUIA COMPLETO DO DELIVERY

Empresa de Software de GestãoContratar um com Escritório Contábil