Vigilância sanitária: como estar em dia com a fiscalização?

Ter uma empresa do setor alimentício envolve muitos cuidados! Um deles é com a vigilância sanitária, que consiste em órgãos estaduais e municipais formados para garantir que todas as normas e recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sejam cumpridas.

Para isso, os fiscais não costumam avisar quando visitam o estabelecimento, e começam fazendo uma inspeção logo do lado de fora, observando se há lixo, animais, insetos, e se as condições de infraestrutura são boas. Depois, ao entrar no local, se apresentam e começam a fiscalização com base em uma checklist, que verifica a limpeza, condições do ambiente, entre outros itens.

Para que você não seja pego de surpresa, separamos neste artigo algumas dicas para manter o seu local sempre preparado e em boas condições de funcionamento, de acordo com as normas da legislação. Confira!

Faça a manutenção do local de trabalho

A primeira boa prática, e requisito básico, é manter todo o local de trabalho limpo, organizado, bem ventilado, iluminado e, ainda, dispor de rede de esgoto, fossa ou outro método de descarte legalizado, colocado longe das áreas de armazenagem e manipulação de alimentos.

Além disso, qualquer tipo de equipamento enferrujado, danificado ou em más condições de uso devem ser substituídos. A limpeza precisa ser feita diariamente, ao iniciar e encerrar as atividades do estabelecimento. Para isso, é necessário higienizar as bancadas, mesas, prateleiras, máquinas, utensílios, banheiros e área do lixo — que deve ser retirado todos os dias.

Vale ressaltar também, que as dedetizações de insetos devem ser realizadas, no mínimo, a cada seis meses com empresas credenciadas. E os produtos de limpeza e derivados, não podem ser armazenados no mesmo local que os alimentos, combinado?

Cuide da água

De acordo com as normas da vigilância sanitária, toda a água que for utilizada no seu estabelecimento, seja para limpeza, ingestão ou preparação de alimentos, deverá ser corrente e tratada.

Em caso de caixa d’água, ela precisa estar sem nenhum tipo de rachadura, emendas, vazamentos, infiltrações ou descascamentos, pois isso pode ser a porta de entrada para animais, insetos e potenciais agentes contaminantes. Além disso, é necessário ser higienizada e lavada a cada seis meses.

Para quem utiliza poços artesianos, a água precisa passar por análises também a casa seis meses.

Tenha atenção ao lixo

Para que não tenha problemas com a vigilância sanitária é preciso cuidar adequadamente dos lixos e resíduos do seu estabelecimento. Para isso, todas as lixeiras devem dispor de tampa com acionamento por pedal.

O local de descarte precisa ser longe de onde haja fluxo de pessoas, como o hall de um restaurante, e também da cozinha e local de armazenagem de alimentos. Além disso, precisam ser recolhidos diariamente ou sempre que o saco estiver cheio.

Outra dica é separar os óleos e gorduras e encaminhá-los a empresas especializadas de descarte, para não prejudicar o meio ambiente.

Inspecione a higiene dos funcionários

Os funcionários também devem estar bem cuidados, limpos e em boas condições de saúde. Por isso, sempre verifique se eles estão com os cabelos presos e protegidos com toucas descartáveis, unhas cortadas e limpas.

Fique de olho também se ninguém da sua equipe está doente, pois eles podem contaminar outras pessoas ou os alimentos. Desse modo, é fundamental que os colaboradores passem por treinamentos relacionados a limpeza e higiene.

Caso o fiscal verifique alguma irregularidade na sua empresa, você terá um prazo para regularizar a situação, porém, se não cumprir, poderá sofrer com:

  • advertências;
  • aplicação de multas, que variam de 2 mil reais a 1,5 milhão de reais;
  • interdição total do estabelecimento;
  • proibição de funcionamento com cancelamento do alvará.

Como você pode perceber, é mais fácil manter sua empresa em dia com as normas e direcionamentos da vigilância sanitária, do que ter problemas com irregularidades, que podem acarretar multas e até mesmo interdição do estabelecimento. Portanto, fique sempre atento à limpeza e organização do local.

Que tal ficar por dentro de mais dicas sobre o assunto? Para isso, basta acompanhar nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Google Plus, Linkedin, Instagram, Twitter e YouTube.

Comentários

comentários

Experiência do clienterestaurante de sucesso