Aprenda agora como separar finanças pessoais e empresariais!

Separar as finanças pessoais e empresariais é uma das primeiras dicas e boas práticas para manter a organização financeira tanto do seu negócio quando da sua casa. No entanto, muitos empresários encontram dificuldades em fazer isso, pois acabam usando a mesma conta bancária ou cartão de crédito da empresa para as suas despesas pessoais.

Afinal, quem nunca pensou: “vou pagar isso com o cartão da empresa e depois reponho o dinheiro”, mas no final se esqueceu, não é mesmo? Apesar de parecer uma atitude inofensiva, ela é muito prejudicial para os negócios, podendo até mesmo levar à falência.

Então, pensando em lhe ajudar, separamos algumas dicas para que você coloque em prática e comece a separar as finanças pessoais e empresariais sem complicação. Acompanhe!

Determine um salário

A primeira dica para essa separação e melhor controle do orçamento empresarial e doméstico é definir um salário para você. Um dos principais e mais recorrentes problemas financeiros de empresários é não saberem ao certo quanto recebem por mês. Com isso, acabam não conhecendo a situação da empresa, se ela é lucrativa ou não.

Portanto, defina o seu pró-labore de maneira compatível com a realidade financeira da sua organização e de maneira justa para os funcionários e demais gestores, se for o caso. Afinal, apesar de ser o proprietário, é muito prejudicial acreditar que pode receber o quanto quiser.

Tenha contas bancárias diferentes

Depois, para separar as finanças pessoais e empresariais é preciso ter contas bancárias diferentes. Muitos gestores acreditam que uma única conta no banco tanto para a empresa quanto para o orçamento doméstico é uma maneira mais fácil de controlar e administrar.

Porém, na verdade, o que acontece é o contrário, já que ficará ainda mais difícil entender de onde são as faturas, contas, despesas e custos .

No entanto, quando você separa as contas bancárias, terá mais facilidade de identificar todos os lançamentos e de evitar gastos pessoais com o dinheiro da empresa. A prática ainda colabora na declaração do imposto de renda e diminui os riscos de pagar as despesas em atraso.

Aprimore o controle financeiro

Depois de ter separado as contas do banco e qualquer tipo de vínculo entre as finanças pessoais e empresariais, é importante aprimorar o seu controle financeiro, de modo que tenha total domínio do seu orçamento e possa saber se o seu negócio está tendo lucro ou prejuízo.

Para isso, a melhor solução é contar com a tecnologia e usá-la a seu favor. Um software de gestão financeira é uma estratégia eficiente para que possa conhecer a real e atual situação de todo o seu negócio.

Por meio de sistemas é possível que tenha relatórios completos e detalhados sobre as entradas e saídas do caixa e controle de estoque, contribuindo para a qualidade da sua gestão financeira. Investir em um software é fundamental para lidar com o grande fluxo de informações que circulam diariamente pelas empresas. Além disso, esse tipo de tecnologia pode lhe ajudar na:

  • redução de custos;
  • agilidade e eficiência em todos os processos do negócio;
  • melhor controle operacional;
  • aumento na produtividade.

Sendo assim, para separar as finanças pessoais e empresariais, trate-as com setores diferentes da sua vida e não como uma coisa só e, para lhe ajudar nesse controle, os softwares podem ser a sua solução.

Precisado controlar as finanças da sua empresa de maneira eficiente? Entre em contato conosco e conheça o nosso software que descomplica toda a sua gestão!

GESTÃO FINANCEIRA

Comentários

comentários

Profissionalizar a Gestãoeconomia