Como estabelecer metas e gerar mais resultados para seu negócio

“Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas, quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta”. A frase é marcante, devemos admitir, mas já imaginou ser ministro da nossa ex-presidente e ouvir isso? Certamente a situação seria bem desesperadora, não é verdade? Afinal, trabalhar sem nenhum parâmetro é a clássica receita para o fracasso – principalmente quando você governa um país.

Embora a frase tenha se tornado um verdadeiro meme na internet, o fato é que muitos empreendedores por aí também cometem o erro de estabelecerem essas metas abertas. O resultado, evidentemente, não é dos melhores e o desempenho de toda a equipe é prejudicado. Quer mudar essa realidade? Então acompanhe o nosso post de hoje!

A seguir, pretendemos passar algumas dicas sobre como estabelecer metas realistas. Confira!

Siga o padrão de metas SMART

Nosso primeiro ponto orienta os demais que veremos no post. O padrão SMART certamente é uma boa forma para estabelecer metas. A sigla em inglês, se traduzida para o português, significa padrão inteligente, ou seja, é uma forma de estabelecer metas de maneira racional, e não apenas na intuição do empreendedor.

Basicamente, todas as metas de um negócio precisam ser específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais. Se a sua meta possui todos esses elementos, significa que ela é próxima da realidade.

Realize a análise SWOT

Lembra que falamos que as metas precisam ser específicas e atingíveis? Pois é, mas o que define isso? Como definir números exatos e dentro da realidade da empresa? Nossa próxima etapa é realizar a análise SWOT (Strenghts, Weaknesses, Opportunities and Threats).

Basicamente, a análise SWOT tem como objetivo fazer uma análise do ambiente interno, que podemos controlar, e do ambiente externo, onde o controle é pequeno ou nulo. Assim, podemos saber exatamente em qual cenário a empresa está inserida.

No ambiente interno, devemos procurar as forças e fraquezas. Avaliar a gestão, os fluxos de caixa é um bom começo, por exemplo. Já no ambiente externo, podemos avaliar resultados de concorrentes e conferir indicadores e estimativas de instituições renomadas. Assim, temos o parâmetro para definir metas internas.

Defina os indicadores de desempenho

Outro ponto que vimos no padrão SMART é a questão da mensurabilidade, certo? Afinal, é fundamental acompanhar as metas para descobrir se elas estão sendo cumpridas ― assim, podemos mudar o curso de ação sempre que necessário e levantar informações para que possamos tomar novas decisões.

Por isso, a próxima dica é definir indicadores de desempenho claros na hora de definir as metas do seu negócio. Para uma equipe de vendas, por exemplo, temos o ticket médio e a taxa de conversão, mas o fundamental é saber quais são as prioridades do seu negócio, definindo os indicadores mais importantes.

Faça um bom planejamento

Por fim, nossa última dica sobre como estabelecer metas envolve o último elemento presente no padrão SMART, que é a relevância. Qualquer meta traçada pelo empreendedor precisa ajudá-lo a conquistar seus objetivos de longo prazo, certo? Além disso, precisa estar alinhada aos valores, a visão e a missão da empresa.

Todos esses elementos são definidos no planejamento estratégico. Por isso, metas são tão boas quanto alinhadas ao planejamento do negócio. Defina, em primeiro lugar, o que espera para o futuro da empresa antes de definir qualquer meta.

Gostou das nossas dicas sobre como estabelecer metas? Então que tal conferir o nosso post sobre como ter sucesso em empresas familiares?

Comentários

comentários