A importância do giro de produtos do estoque

A gestão do giro de produtos do estoque pode ser considerada uma tarefa complicada. Entretanto, ela é fundamental para o sucesso do negócio, sobretudo para aqueles que apostam em um mix de produtos.

Por isso, é preciso encontrar um ponto de equilíbrio entre a carência e o desperdício para acertar o controle do giro de produtos do seu estoque. Acredite: um erro bobo pode resultar em perdas irreparáveis, fazendo com que o empresário perca milhares de reais.

Para evitar que situações drásticas aconteçam, vamos explicar detalhadamente o que é o giro de produtos do estoque e dar algumas dicas sobre como otimizar a gestão dos seus produtos armazenados. Confira!

O que é o giro de produtos do estoque?

O giro de produtos do estoque corresponde à quantidade de reposições de determinado item cadastrado na sua empresa. Normalmente, quanto mais giros no estoque, mais você vende.

Contudo, a questão é que os fornecimentos costumam ser realizados em larga escala, o que quer dizer que uma conta errada ou uma provisão de vendas equivocada pode acarretar prejuízos enormes para o empreendimento.

De forma geral, por meio do giro de estoque, o empresário consegue entender a demanda de cada produto comercializado. Portanto, esse aspecto funciona como um indicador capaz de mensurar o desempenho do estoque.

Como calculá-lo?

É simples! Por exemplo: digamos que você tenha 500 pás no estoque e a demanda anual seja de 1.500 por ano. Basta dividir o número de vendas pela quantidade armazenada (1.500 / 500). O resultado foi de 3 giros de produtos! Isso significa que é preciso renovar o seu estoque exatamente nessa quantidade. Viu como é fácil?

Além dessa fórmula, também é possível calcular o giro por meio dos preços de venda do produto. Basta saber qual o valor médio do estoque e o montante de vendas no ano.

Para ficar mais claro, vamos supor alguns valores, utilizando ainda as pás. Cada pá tem o preço de R$ 10,00, gerando assim um estoque de aproximadamente R$ 5.000,00 (500 x 10), certo? O volume de venda anual (1.500 itens x R$ 10 cada pá) totaliza R$ 15.000. O número final é o resultado da divisão 15.000 por 5.000, que é exatamente o número 3.

Como se pode perceber, ambos os cálculos estão adequados, o que muda é apenas as informações utilizadas em cada um deles. Portanto, fique à vontade para usar a fórmula que achar mais conveniente.

Qual a importância do giro de produtos do estoque dentro da organização?

Muitos empresários encontram facilmente a cada quantas vezes o estoque de cada peça é renovado, mas esquecem de analisar mais profundamente esse dado, o que é um erro grave. Afinal, tal índice é capaz de fornecer informações preciosas para o sucesso do negócio, tornando-o mais competitivo no mercado.

Por exemplo, os produtos que têm uma quantidade elevada de giro de estoque são aqueles de maior saída. Isto é: apresentam-se como o carro-chefe do empreendimento. Já os produtos com uma taxa menor são os que têm menos demanda.

Assim, fica evidente que calcular o giro de estoque é uma das formas de direcionar as compras da empresa. Além do mais, possibilita que o empresário entenda melhor os gostos e preferências do seu público, fator que o ajudará a desenvolver ações internas.

Por isso, saiba que, acima de tudo, os dados sobre o giro de produtos do estoque são uma espécie de indicador, capazes de orientar as estratégias organizacionais.

Quais os benefícios do controle de estoque?

Saber controlar o giro de produtos do estoque evita que a empresa perca dinheiro. Quer saber como? É fácil de entender. Um supermercado que possui a quantidade ideal de itens no estoque, por exemplo, não corre chance de perder alimentos devido à data de vencimento. Afinal, até lá, a mercadoria já terá sido vendida.

Outro ponto favorável é que a quantidade certa de produtos faz com que a empresa não tenha muito capital parado no estoque.

Acha que é só? Ainda tem mais. A quantidade adequada dos itens — nem muito, nem pouco — possibilita o armazenamento dos produtos no próprio empreendimento. Isso evita o gasto desnecessário com a locação de galpões ou depósitos.

Não existe uma regra aqui. O importante é ter pleno conhecimento sobre a demanda dos produtos, adquirindo um giro de produtos do estoque que seja compatível com a realidade e necessidade do seu negócio, combinado?

Como corrigir possíveis falhas?

A primeira solução que muitas empresas buscam para corrigir erros no giro de produtos do estoque e economizar no armazenamento é disponibilizar o mínimo de produtos possível para venda. Porém, o grande risco dessa estratégia é ser surpreendido pela demanda e não ter itens para comercializar.

Criar um histórico de vendas, nesse contexto, é uma técnica que ajuda a estabelecer um meio-termo entre o excesso e a escassez dos produtos. Você consegue definir a quantidade aproximada mínima dos itens colocados à venda, sem correr o risco de perder boas oportunidades de negociação.

Por que o empresário deve negociar os prazos?

Negociar prazos menores com os fornecedores é outra boa dica para evitar erros na gestão do estoque. É interessante revisar os acordos tendo o histórico de venda em mãos e sabendo o tempo médio de permanência dos produtos na loja. Assim, fica muito mais fácil estipular os prazos corretos de entrega das mercadorias e controlar o giro de produtos do estoque.

Como já dissemos, toda ação que diz respeito ao giro de produtos do estoque precisa de um bom e minucioso estudo sobre as vendas do seu negócio. Analise produto por produto e veja quais prazos podem ser modificados em prol da sua empresa.

Por que informatizar a gestão de estoque?

A boa gestão do estoque está diretamente ligada à quantidade, qualidade e atualidade das informações sobre os produtos armazenados. Daí a importância de baixas periódicas e das contagens sem fim que devem causar muitas dores de cabeça à sua equipe.

E mesmo tendo os melhores profissionais, os erros são comuns. E a culpa não é da sua equipe ou sua. É simplesmente impossível não deixar passar nada em grandes estoques.

Um software de gestão pode resolver todos os seus problemas e elevar muito o nível da administração do estoque. Número de baixas, entradas, o preço de cada produto, quais clientes compraram e validade dos produtos são algumas das informações que esse programa pode lhe oferecer em poucos cliques na tela, podendo ser possível gerenciar um item ou 100.000.

É um sistema didático e automático que contabiliza em tempo real tudo o que entra e sai da sua loja. A maioria desses programas têm interface didática e acessível a toda a sua equipe e nem sequer precisam de cursos de capacitação — e você ainda pode personalizá-los de acordo com os seus interesses.

Fato é que o empresário precisa ter atenção redobrada com o giro de produtos do estoque, garantindo, assim, que a empresa conquiste resultados ainda mais primorosos.

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre esse assunto? Então, faça o download do nosso guia definitivo para uma gestão de estoque eficiente. Assim, você ficará a par de tudo que envolve esse importante indicador organizacional que é o giro de produtos do estoque!

Comentários

comentários